Soneto das Segundas-Feiras

Talvez não mostre
A dor que eu ame
Esperando assim
Que o tempo cure

Ou talvez não sinta
O amor distante
Ou talvez minta
Não me pergunte

De certeza confirmo
Eu não sinto
O amor de antes

Mas em relances
Desejo-lhe errante
E isto afirmo
_____________
Escrito numa segunda-feira do tempo passado
num dia qualquer de Artur Finalizo...

Um comentário:

dananfer disse...

Olá querido Artur!!
Adorei ler novamente os poemas e os comentários do Vesteme(blog)...

..Aproveitou bem o dia 21? Espero que sim.. se cuida tá, não deixa ninguém te maltratar!
;)
:***
bjos!!

www.aiegua.com.br - Guia Interativo da Cultura Alagoana

vesteme.blogspot.com - escritos de 2006...


-___________________________________