Monótono

Dentre todas as cores
E todos os gestos
Escolhi morrer abraçado ao pecado

Nem meia borboelata se vai
E já somos todo em desejo

Eu construí
Para ti
Os versos
E para mim
As vezes várias...

Um comentário:

Emanuelle disse...

Oi meu contador de historias!
Como vc está lindo?
to com tanta saudades de vc sabia..

ta tudo tão doidoooo.. mas engraçado e feliz!
bjuuuuuuuuuuuuuuuuuu

e as cerejas.. ja cairam e nasceram de novo e vc nem quis colhê-las..

www.aiegua.com.br - Guia Interativo da Cultura Alagoana

vesteme.blogspot.com - escritos de 2006...


-___________________________________