Soneto dos Móveis Descalços

Amores de móveis descalços
Anágua mingua
Cores de lamparina
Em tons amarelados

Sorriso vegetado
Encanta em serpentina
Em todo este cansaço
Quantos braços, mais abraços

Nem todo carma é samba
Nem toda propaganda é arma
Mas todo sertão é cangaço

Nem toda alegria é tua
Nem toda lua é minha
Mas todo nosso é laço

2 comentários:

Moema disse...

Nao entendi sua pergunta.. faltar nada??
sim faltam algumas coisas.. mas em relaçao ao q eu disse? de estar triste e nao ter motivos?

pow esse lance virtual tah uma merda.. quero ver voce vei.. saco!

bju meu contador de historias..

"assim na boa" to com saudades de voceeeeeeeeee!!!

bju

Moema disse...

huuum;. agora Beta hein..
massa!

nossa adorei esse veste-me!

=***w

www.aiegua.com.br - Guia Interativo da Cultura Alagoana

vesteme.blogspot.com - escritos de 2006...


-___________________________________