A bela musa e seu mosqueteiro

Linda a pequena
E muito nova
Um tanto adulta
Um tanto escola

Fugiu pro mundo
E no obscuro
Encontrou seu Dartagnan

Belo o mosqueteiro
Muito mais velho
Um tanto jovem
Um tanto guerra

Encontrou nela
Ventre e refúgio
Colo e perjúrio

7 comentários:

Michele P. disse...

Artur

Achei fascinante o poema! Tomei a liberdade de reproduzi-lo no meu blog. Espero que não se importe! Bjs

Artur Finizola disse...

Me importo sim, mas lógico. E me sinto muito honrado também. Obrigado. =]

=***

Michele P. disse...

Digeri o texto: li e reli em voz alta. Maravilhoso!

Um abraço

:)

Fernand's disse...

o outro é sempre um complemento!

Rita Cupertino disse...

Flash contínuo. Ela projeta naturalmente. Ele faz parte da energia da exposição. Um tanto complemento, um tanto perfeição. Mas ta longe... mesmo perto. É conjunto pros momentos incertos, de noites reflexivas; são feitos de metades vez enquando ativas. Só no olhar se sabe. Não necessita palavra ou medida... vai além mesmo sem mover passos. Fincou e é mistério.

Michele P. disse...

Vim em busca de mais alimento para a alma...mas não encontrei atualizações... :(

blog marcos disse...

Oi Tudo Bem Com Você Me Adicione Ai
Meu Msn blogmarcosadriano@hotmail.com
meu orkut blogmarcosadriano@gmail.com

esse sao alguns dos meus blogs

BLOG DE ROCK

http://marcosrock.musicblog.com.br/

BOG DE MUSICAS MISTURADO

http://marcosadriano.arteblog.com.br/

BLOG FILME TITANIC

http://marcosblog.musicblog.com.br/

BLOG DE MUSICA

http://marcosadrianoduarte.blogspot.com/

BLOG DE BALADA

http://marcosadrianox.blogspot.com/

BLOG COM TV , FILMES , RADIOS , MUSICAS TORPEDOS , SERIES , ETC.
http://marcosadrianod.blogspot.com/

www.aiegua.com.br - Guia Interativo da Cultura Alagoana

vesteme.blogspot.com - escritos de 2006...


-___________________________________