Juazeiro

(escrito em algum momento
do mês 8 do ano de 2003)

Olha, ainda não me acostumei
Em não ouvir mais a tua voz
Vem dançar nesse meu baile
Onde dançam todos os afogados
E estas canções que falam sobre a gente
Fazem-me deprimir
Nessa vontade louca de chorar

Irei em busca de você
Nas igrejas que eu encontrar

E quem poderá afirmar
Que não mais rezarei por você?
Não suporto esta falsa traição
E voltarei a correr se for preciso
Vem comigo
Porém não irei mais
Atormentar teus sonhos
Só queria poder acreditar
Em tudo o que acreditei

Irei em busca de você
Nas igrejas que eu encontrar

3 comentários:

Emanuelle disse...

Que lindo, eu adorei.. "Só queria poder acreditar
Em tudo o que acreditei" Também queria!!!
Nunca mais vim aqui.. Obrigado pelo que escreveu no meu fotolog, suas palavras são tão fortes! haha
Que lindo!!

Saudades Meu Contador de Historias!!!

Beijooooos, vamos colher cerejas!!

NANDA disse...

Esta poesia me lembra algo...ela é...
"Não sei.."
"Será?"
"Não acho que não!!"
"Acho que não sei.."
"Ou eu acho que sei?"
:D

Sabiá da Mata disse...

^_^

www.aiegua.com.br - Guia Interativo da Cultura Alagoana

vesteme.blogspot.com - escritos de 2006...


-___________________________________