Bolero

Eu acordei
Sonhando que você
Não me amava mais

Sedento
Por dentro
De argumento

Achando que você
Nunca me amou

E foi então
Que mergulhei
Em ferimentos
Na degradação

Um copo
Uma garrafa
Um violão

Sem derbys
Para fumar a solidão
E assim queimar o teu amor

2 comentários:

LC Canário disse...

e eu que me achava melancólico.

carla disse...

e hoje eu nem dormi, nem sonhei e nem nada..
sedenta de um milhão de coisas..
alimentando meu tédio e minhas olheiras..
e agora, vir aqui ler teu poema de amores não amados e de solidão e dessas coisas todas..

bem que eu podia não ter comentado..

=T



saudades de tu..
fica bem, viu?

[tô quase chegando já.]

www.aiegua.com.br - Guia Interativo da Cultura Alagoana

vesteme.blogspot.com - escritos de 2006...


-___________________________________